Nostalgia

Abusada <3

Sou o café que esfriou. O sorvete que derreteu. A criança que não cresceu. O adulto que não envelheceu. O balão que estorou. A folha que rasgou. O sonho que você esqueceu. A palavra que não usou. O vidro que quebrou. A lágrima que escorreu. O sorriso que brilhou. A poeira que não tirou. O vento que não soprou. Sou o quarto que não arrumou. O lençol que não dobrou. O livro que não leu. Sou o seu coração, a sua mente. Sou o que sou. Na realidade, não sei quem sou.

Quando eu era pequena, lembro que quando tinha alguma apresentação na escola, as crianças maiores sempre sentavam na frente, e eu não enxergava nada. Quando eu cresci um pouquinho, tinha que sentar atrás, para que os pequenos pudessem enxergar. É, é difícil crescer.

É difícil descobrir o quanto a vida é dura, em alguns momentos. Na minoria deles, é claro. É difícil descobrir, por exemplo, que a estrela cadente na verdade é um pedaço de meteorito. E que essa simples partícula não vai realizar o seu pedido, é você quem vai.

É você quem vai correr atrás dos seus sonhos. Eles não vão simplesmente cair do céu, como a chuva, ou uma estrela cadente. Você vai levantar e vai ir atrás deles. Por mais que você se perca no caminho, por mais que você perca a chave de casa. Sempre vai ter alguém para achá-la para você.

Não deixa pra depois, o amanhã pode não chegar. A vida não dá segunda chance, nem terceira.

- Ana Júlia, notalgia-abusada.
Aquilo não foram erros, foram escolhas.
- Dean Winchester    (via s-olenidade)
Cara, ele é tudo que eu quero, misturado com tudo que eu nunca quis.
- Cara, esse tal do amor existe?   (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. Tudo bem. O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.
- Chico Xavier.    (via imunidades)
Os sentimentos não podem ser ligados e desligados como interruptores de tomada.
- Um homem de sorte.   (via se-eu-pudesse)

CDS